Google Chrome Browser: O navegador do Google usa Webkit

Hoje o Blogoscoped publicou uma notícia sobre o lançamento do novo browser que a equipe do Google está desenvolvendo. O nome do projeto é Chrome (já está disponível para baixar!) e foi revelado através de um e-book em formato de história em quadrinhos divulgado pela própria Google.

Google Chrome Browser

Boatos sobre o navegador do Google circulam pela rede há tempos e parece que desta vez é pra valer. Veja o que foi anunciado para navegador do Google:

  1. O browser terá licença de código aberto (open source) e terá versões oficiais para Windows, Linux e Mac OS X. O lançamento do primeiro beta público está marcado para dia 2 de setembro de 2008, exclusivo para Windows.
  2. Abas (Tabs) acima da janela do Browser, e não abaixo do navegador como acontece com o Firefox, por exemplo.

    Google Chrome Tabs

  3. Tela inicial com favoritos em thumbnails. As páginas mais visitadas exibidas em miniatura, no mesmo formato que os favoritos do Opera.
  4. JavaScript Virtual Machine (Máquina Virtual) própria. Chamada de V8, promete melhorar a performance de execução de códigos javascript, exaustivamente usados e indispensáveis em aplicações web nos dias de hoje.
  5. Omnibox, uma extensão para a barra de endereços com sugestões inteligentes e relevantes para encontrar itens visitados no histórico, provavelmente algo similar ao que o novo Firefox 3 já oferece.
  6. Opções de privacidade em Aba, você poderá definir uma aba como privada e nada do que acontecer ali dentro será guardado, muito parecido com o Microsoft’s InPrivate da ultima versão do Internet Explorer.
  7. Proteção Anti-Malware, o Browser contará com uma atualização frequente de uma base de dados de sites mal-intencionados e avisará sempre que uma requisição insegura for disparada.
  8. Aplicações Web Stand-Alone. A Mozilla já faz algo similar no projeto Prism e se resume a abrir janelas únicas para aplicações web mais utilizadas, sem barra de endereço ou de status.
  9. Google Gears nativo. A aplicação que permite utilizar as ferramentes online do Google como Google Docs e GMail em modo Offline virá junto com o browser.
  10. Webkit Renderer! Por último, mas definitivamente não menos importante, o projeto que antes fora conhecido como Google Browser montará as páginas usando o projeto OpenSource WebKit que é considerado o render mais próximo de padrões web para (x)HTML/CSS e já é usado no Safari. Ótima notícia para quem ansiava ter mais um browser para testar os sites, já que Webkit é padrão.

Parece que o caminho certo dos browsers é por aí mesmo, interface simples e uso mais intuitivo. Nenhuma das novidades do Google Browser é tão novidade assim, mas o fato de tirar uma casquinha do melhor de todos os Browsers do mercado e juntar num produto só (sem falar o peso do nome Google) já garante uma ótima aceitação e sucesso para o projeto. Os outros que se cuidem.

UPDATE: Blogoscoped divulgou imagens exclusivas do Google Chrome.